13 de junho de 2018 às 02:00

Despedida apagada no Brasil destoa das outras seleções

A visita de chefes de Estado e jogos amistosos diante de suas torcidas marcaram a despedida da maior parte das equipes rumo à Copa do Mundo. No Brasil, porém, o cenário foi bastante diferente.

A visita de chefes de Estado e jogos amistosos diante de suas torcidas marcaram a despedida da maior parte das equipes rumo à Copa do Mundo. No Brasil, porém, o cenário foi bastante diferente.

De forma apagada e em meio uma greve que paralisou o país, o avião que levou a seleção brasileira à Londres para a pré-Copa decolou do aeroporto do Galeão no fim da tarde de 27 de maio sem grandes comemorações.

Para não passar completamente despercebida, a passagem da aeronave pela pista foi enaltecida por jatos d?água verde e amarelo, espirrados por dois caminhões do corpo de bombeiros.

Sem jogo de despedida, o único contato dos jogadores com a torcida foi em um treino aberto, dois dias antes da viagem, na Granja Comary, no Rio de Janeiro. O evento ficou marcado por invasões, gritos de 7 a 1 e muita confusão.

Em entrevista à Folha em dezembro passado, Tite afirmou que não tinha interesse em se encontrar com o presidente Michel Temer antes do Mundial.

Em janeiro, ao portal R7, o técnico da seleção disse que também não visitaria o chefe do Executivo nacional caso o Brasil conquistasse o hexacampeonato.

A interação de Temer com a seleção se limitou a um recado no Twitter logo após o anúncio dos 23 jogadores que representarão o Brasil na Rússia.

“Já temos a seleção para a Copa do Mundo na Rússia. Agora, Tite e equipe, com todo respeito aos nossos anfitriões e amigos russos e com humildade, por favor tragam o Caneco para casa”, postou o presidente no dia 14 de maio.

Confira abaixo as despedidas das seleções para a Copa do Mundo.

Alemanha

A seleção campeã do Mundial de 2014 recebeu a visita da chanceler Angela Merkel, no domingo (3), no centro de pré-Copa da equipe, em Tirol, na Itália. A chefe do Estado alemão jantou com os jogadores e se encontrou com torcedores que aguardavam às portas do centro de treinamento.

No dia 8 de junho, a seleção bateu a Arábia Saudita por 2 a 1, no estádio do Bayern de Munich. 

Espanha

No dia 7 de junho, o rei Felipe VI se encontrou com os jogadores e comissão técnica da seleção espanhola. Os atletas também receberam a visita do primeiro-ministro Pedro Sanchez, e do presidente Luis Rubiales, na terça (5).

Na ocasião, o jogador Andrés Iniesta recebeu a honraria Gran Cruz de la Real Orden del Mérito Deportivo.

No domingo (3), a seleção se despediu da sua torcida em um empate de 1 a 1 com a Suíça, no Estádio de la Cerámica, casa do Villareal.

França

A seleção francesa também foi prestigiada pelos governantes do país. No dia 3 de junho, uma comitiva composta pelo presidente Emmanuel Macron, junto da primeira-dama Brigitte Macron e da ministra dos Esportes Laura Flessel, visitou a equipe no centro de treinamentos, em Clairefontaine.

No sábado (9) a seleção empatou com os Estados Unidos, no estádio Groupama, em Lyon, no último amistoso antes do Mundial.

Inglaterra

Em Leeds, os ingleses venceram a Costa Rica por 2 a 0 no último jogo dentro de casa antes de embarcar à Copa, na quinta-feira (7).

Antes da partida, jogadores e comissão técnica se encontraram com o príncipe William, que também ocupa a presidência da Associação de Futebol da Inglaterra.

A seleção portuguesa também se despediu da torcida com vitória, ao superar a Argélia por 3 a 0 na quinta (7), no Estádio da Luz, em Lisboa.

Na terça-feira (5) o premiê António Costa visitou jogadores e comissão técnica no centro de treinamentos de Oerias.

Argentina

A seleção da Argentina se despediu de casa com uma goleada de 4 a 0 contra o Haiti, em jogo disputado na Bombonera, em 29 de maio.

No dia seguinte, jogadores e comissão técnica receberam a visita do presidente Mauricio Macri no centro de treinamentos.

Uruguai

Na terça-feira (5), o presidente uruguaio Tabaré Vázquez, junto com autoridades esportivas e políticas do país, prestou uma homenagem visitando a seleção nacional na sua base de treinamento.

A Celeste se despediu de com uma vitória de 3 a 0 sobre a seleção do Uzbequistão, na quinta-feira (7), diante de mais de 60 mil torcedores no Estádio Centenário, em Montevidéu.

Colômbia

Mais de 30 mil torcedores lotaram o estádio El Campín, em Bogotá, para festejar a ida da Colômbia à Copa do Mundo. Os jogadores convocados se dividiram em dois times para uma partida festiva em meio a apresentações artísticas e fogos de artifício.

No dia 24 de maio, atletas e comissão técnica receberam a visita do presidente Juan Manoel Santos. No encontro, o chefe do Executivo homenageou o técnico da seleção, o argentino José Pekerman, com a Cruz de Boyacá, importante honraria nacional.

México

O presidente do México Enrique Peña Neto recepcionou a seleção e futebol na residência oficial de Los Pinos, no dia 31 de maio.

No sábado (2), os mexicanos superaram a Escócia por 1 a 0 em uma partida de despedida no Estádio Azteza, na Cidade do México.

Peru

A seleção peruana venceu a Escócia por 2 a 0 em um amistoso diante de milhares de torcedores que lotaram o Estádio Nacional de Lima, no dia 26 de maio.

Nas redes sociais, o presidente Martín Vizcarra desejou boa sorte ao time.

Costa Rica

A seleção da Costa Rica venceu a Irlanda do Norte por 3 a 0, em jogo de despedida no Estádio Nacional, em San José, no domingo (3).

Panamá

Os panamenhos se despediram da torcida no último dia 29, em um amistoso sem gols contra a Irlanda do Norte, no estádio Rommel Fernández, na Cidade do Panamá.

Antes de viajarem à Europa, jogadores e comissão técnica se encontraram com o presidente Juan Carlos Varela.

Jogadores e comissão técnica visitaram a residência oficial do presidente Macky Sall em 23 de maio.

No dia seguinte, milhares de torcedores lotaram o estádio Léopold Sédar Senghor, em Dakar, para o último treino da seleção antes da viagem à Europa.

Arábia Saudita

Jogadores e comissão técnica da Arábia Saudita se encontraram com o príncipe Mohammed bin Salman antes de embarcarem para a Europa, no dia 23 de maio.

Coreia do Sul

Jogadores e equipe técnica da Coréia do Sul foram recepcionados em Seul no dia 21 de maio em um festival com música e apresentações artísticas.

No dia 1º de junho a seleção perdeu para a Bósnia por 1 a 0 na cidade de Jeonju, diante de mais de 40 mil expectadores, na última partida dentro de casa antes da Copa.

Irã

A seleção venceu o Uzbequistão por 1 a 0, no dia 19 de maio, em Teerã, no último jogo antes de embarcar para a Europa. A partida teve grande presença da torcida e apresentação dos jogadores.

No dia seguinte, comissão técnica e jogadores visitaram o presidente Hassan Rouhani.

Polônia

O presidente Andrzej Duda recepcionou a seleção na residência oficial durante visita no dia 24 de maio. 

Na sexta-feira (8), a seleção empatou com o Chile em 2 a 2 no estádio Miejski, em PoznaÅ,, na última partida antes do Mundial. 

Japão

Seleção perdeu para o Senegal por 2 a 0, no dia 30 de março, durante a final da Copa Kirim, em Yokohama. Foi a última partida da seleção japonesa diante da sua torcida antes do Mundial.

Egito

Jogadores e comissão técnica se encontraram com o presidente Abdel  Fatah al-Sisi antes de embarcarem à Europa, no sábado (9).

Dinamarca

A seleção bateu o México por 2 a 0, no último sábado (9), na cidade de Brondby, no último jogo antes da Copa.?

Nigéria

Jogadores se despediram da torcida com vitória de 1 a 0 sobre a República Democrática do Congo, em amistoso em Port Harcourt, em 28 de maio.

No dia 30, jogadores e comissão técnica se encontraram com o presidente Muhammadu Buhari na residência oficial.

Sérvia 

Seleção se encontrou com o presidente Aleksandar Vucic no dia 1º de junho.

Islândia

Em um vídeo, o presidente Gudni Johannesson, junto da primeira-dama Eliza Reid, convida os torcedores para apoiarem o time durante o Mundial.

Suiça

Croácia

Seleção venceu o Senegal por 2 a 1, na cidade de Osijek, na última partida antes da Copa do Mundo. 

Suécia

Bélgica

A seleção venceu a Costa Rica por 4 a 1, no estádio Heysel, em Bruxelas, no último jogo antes do Mundial.

Fonte: FOLHA

comentários

Estúdio Ao Vivo

sobre nós

A Rádio Diocesana AM, localizada na cidade da Campanha, Sul de Minas Gerais,  é uma emissora da Fundação Cultural  e Educacional Nossa Senhora do Carmo. Sua programação está pautada sobre os pilares da informação, da formação, da cultura e do entretenimento.


facebook

Streaming by: