15 de maio de 2018 às 02:00

Roteiro hábil e convidados arredondam série de James Cameron

Rating   

Estreia nesta terça (15), no AMC, às 21h30, uma série documental que reúne o elenco mais estrelado das produções para a TV. A começar pelo criador e narrador do projeto, o cineasta americano James Cameron. O responsável por "Avatar", "Titanic" e "O Exterminador do Futuro" é o guia pelos seis episódios de "A História da Ficção Científica por James Cameron".

Dividida em capítulos temáticos, a série coloca lado a lado cenas de clássicos do cinema e entrevistas conduzidas por Cameron com diretores, autores e atores de filmes do gênero.

Um dos nomes mais poderosos de Hollywood, ele é diretor das duas maiores bilheterias da história: "Avatar" (US$ 2,8 bilhões) e "Titanic" (US$ 2,2 milhões), respectivamente R$ 10,1 e 7,9 milhões.

Tanto prestígio e poder garantem uma lista de convidados que é sonho de qualquer entrevistador. Entre a centena de nomes que dão suas opiniões na série estão Steven Spielberg, George Lucas, Ridley Scott, Christopher Nolan, Arnold Schwarzenegger, Sigourney Weaver e Will Smith.

Além do chamariz inquestionável dessas celebridades cinematográficas, há dois fatores que fazem a diferença na série. A posição de gigante na indústria que Cameron ostenta propicia uma grande liberdade na hora das conversas. Alguns são seus amigos pessoais, como Schwarzenegger e Ridley Scott, mas com qualquer um ele dá um tom informal à entrevista.

Não deixa de ser engraçado ele "cortar" a fala de Steven Spielberg para mudar de assunto no meio de uma resposta. E assim Cameron consegue revelações deliciosas.

Outro acerto é o roteiro hábil. Com todas as entrevistas gravadas, Cameron costurou uma análise detalhada sobre os filmes de sci-fi. Em cada bloco são inseridos depoimentos dos convidados que defendem as teses propostas pelo diretor. Tudo fica bem encaixado, sem conversa fiada.

O primeiro episódio é "Aliens", reunindo desde as visitas pacíficas de "O Dia em que a Terra Parou" (1951) e "E.T." (1982) até invasões hostis como a das duas versões de "Guerra dos Mundos", de 1953 e 2005.

O segundo é "Space", com conversas filosóficas e divertidas sobre a ignorância da humanidade diante do universo.

"Monstros" é o autoexplicativo título do terceiro episódio, que exibe a fauna extraterrestre de criaturas perigosas saída da cabeça dos roteiristas. O clima de ameaça segue no episódio seguinte, "Dark Futures" (Futuros Sombrios), com um desfile de opções para o apocalipse.As duas últimas partes oferecem um campo vasto para discutir hipóteses científicas, ou nem tanto, para questões que intrigam o homem: "Intelligent Machines" (Máquinas Inteligentes) e "Time Travel" (Viagem no Tempo).

O entusiasmo de Cameron pelo tema contagia os entrevistados e quase todos louvam a ficção científica como o gênero mais livre no cinema.

Como diz Ridley Scott, "um universo onde cabe qualquer coisa, até mesmo vários universos". Cameron destaca como o gênero produz filmes interessantes com todas as faixas de orçamento, do clima de filme B de "O Exterminador do Futuro" à tecnologia bilionária de "Avatar".

O espectador ficará certamente motivado a ver ou rever vários filmes.

Fonte: FOLHA

comentários

Estúdio Ao Vivo

sobre nós

A Rádio Diocesana AM, localizada na cidade da Campanha, Sul de Minas Gerais,  é uma emissora da Fundação Cultural  e Educacional Nossa Senhora do Carmo. Sua programação está pautada sobre os pilares da informação, da formação, da cultura e do entretenimento.


facebook

Streaming by: